O HOMEM ABSURDO de Alexandre Lyra Leite

O HOMEM ABSURDO
de Alexandre Lyra Leite

Um homem está barricado numa casa de banho pública.
Que importância pode ter isto?

O espectáculo concentra-se na experiência particular de um homem que decide barricar-se numa casa de banho pública com um cinto de explosivos.
Os espectadores assistem ao suposto incidente através de uma câmara de vigilância enquanto o espaço cénico é habitado por estranhas personagens, que não são mais do que projecções difusas das suas memórias.

Depoimentos vídeo sobre a actualidade mundial, uma cantora dos anos 50 que interpreta ao vivo versões desconstrutivas de standards jazz (Ana Sacramento), um homem escaravelho (Nuno Dionísio), uma colegial (Cláudia Chéu) e a Mimi da ópera La Boeme (interpretação lírica de Catarina Molder), são algumas das figuras espectrais que percorrem o imaginário do protagonista.

Um projecto que aposta na transversalidade das linguagens performativas e na experimentação plástica e sonora, bem expressa nos figurinos de Dino Alves e na banda sonora original de André Gonçalves.

Ficha Artística

texto, vídeo e encenação Alexandre Lyra Leite
com Afonso de Melo, Ana Sacramento, Catarina Molder, Cláudia Chéu, Nuno Dionísio
banda-sonora André Gonçalves
figurinos Dino Alves
design gráfico & assistência artística Rita Leite
apoio ao movimento Catarina Trota
depoímentos vídeo Jorge L. Santos, José João de Freitas, Maria José Leite, Vasco Lavado
direcção técnica Nuno Dionísio
assistência de produção Ana Luisa Manaia
produção Inestética 2005

projecto financiado pela Câmara Municipal V.F. Xira, Ministério da Cultura e Instituto das Artes
mecenas 2005 Sardinha & Leite, S.A.
apoios Agência 117, Arte Franca, Bolinho Caseiro, Café Puro, Clube Vilafranquense, Ecran Virtual, Estúdios Queiróz, Grupo Obriverca, Agência HairKlinic, Ideia Clara design, Instituto Português da Juventude, Jornal Vida Ribatejana, Junta de Freguesia V.F. Xira, McDonald’s (Vilafranca Centro), MultiOpticas Vila F. Xira, Ourivesaria Citânia, RL – Rádio Lezíria, Rua Direita Café, Soartes – Artes Gráficas, Vilafranca Centro

vídeo performance | M/16 | 50 min


Vila Franca de Xira
Cinema Imax, 24 Fev a 27 Mar 2005
Lisboa
Casa d’Os Dias da Água, 21 Abr a 01 Mai 2005

Media

“O uso de diferentes meios faz desta peça um grande acontecimento(…)
O texto é contundente, as interpretações surpreendentes pela teatralidade/performance e canção, o cenário não podia ser mais plástico e mecânico.”
Carla Isidoro, Revista DIF