Fish, Bird & Beast

a partir de William Blake
dramaturgia e encenação Alexandre Lyra Leite
música Caffeine
com Francisco Campos, Isabel Gaivão, Nuno Dionísio e Paula Luís

 

Um regresso inevitável ao local do crime. Blake passou por aqui e deixou um ténue cheiro a enxofre. As suas eternas criações vagueiam pela casa, ao som de uma valsa lenta em 9 andamentos. O tempo há muito que deixou de existir…

 


Lisboa
Galeria ZDB, 12 a 28 Out 2000
Vila Franca de Xira
Clube Vilafranquense,  9 Nov a 2 Dez 2000


 

ver fotos

 

“(…) um denso desenho de luz, uma banda sonora original (Caffeine) e um guarda-roupa infernal, digno de um diabólico e bem humorado quarteto de actores.”
Manuel João Gomes – Público

“(…) a Inestética e Alexandre Lyra Leite saíram-se bem: Isabel Gaivão surpreende pela austeridade e eloquência; Francisco Campos pela segurança e carácter magnânimo; Nuno Dionísio pela animalidade do desespero; Paula Luís pela languidez de um exorcismo. (…) A componente sonora – excelente – é dos Caffeine que para esta peça produziram uma exemplarmente tensa Music for strip-tease.”
Luis Guerra – Blitz

“(…) um espectáculo forte, despojado de artificialismos, no qual o texto de Blake brilha na sua dimensão mais simbólica e sombria. Um trabalho coerente, uma linguagem dramática incisiva que harmoniza os aspectos interpretativo, sonoro e visual. Sem dúvida, uma aposta ganha.”
Ana Matoso – Easynet

 


 

FICHA TÉCNICA

dramaturgia e encenação Alexandre Lyra Leite
a partir de “First Book of Urizen” de William Blake
com Francisco Campos, Isabel Gaivão, Nuno Dionísio, Paula Luís
cenografia e figurinos Sónia Matos, Paulo Torrão
música original Caffeine
assistência de encenação Djanira Oliveira
design gráfico Paulo Borges
produção executiva Beatriz Feio
produção Inestética companhia teatral

projecto financiado por
Ministério da Cultura – IPAE
Câmara Municipal de Vila F. Xira
Fundação Calouste Gulbenkian
Junta de Freguesia de Vila F. Xira

drama/fantástico | M/16 | 1:10h

CD Single brevemente disponível na nossa loja

 

topo